Sal… uma graça especial dos deuses!

Segundo Platão, o sal é  “uma graça especial dos deuses”,  um dos ingredientes mais comuns que pode ser encontrados na cozinha, mas você sabe qual é a diferença entre os tipos de sais existentes no mercado?

Existe sal rosa, sal cinza,  sal grosso, sal comum, sal marinho, sal com iodo, sal sem iodo. E a lista segue…  Apesar da variedade, todos eles são praticamente a mesma coisa. Todos eles contem dois elementos essenciais – sódio e cloro, mas com diferentes níveis, é claro.  

Segundo site Whatscooking, os sais se dividem em três tipos básicos:

1- Sal fino

Aqui ele é conhecido como table salt. Na indústria ele é refinado, apartir dai cria-se outras variedades. Encontra-se também o sal fino iodado – como o nome já diz, contém iodo, que ajuda a prevenir doenças da tireóide.

2 – Sal grosso

Conhecido como (coarse) kosher salt, refere-se aos sais que tem cristais mais grossos, irregulares.. Não há realmente nenhuma diferença em comparação com o sal fino. Kosher salt é o queridinho de muitos cozinheiros e chefs preferem.. Ele pesa menos em volume do que o sal comum, então em muitas receitas sugere-se deve aumentar a quantidade de sal utilizada em uma receita se for substituir o sal comum fino.

Nota: Mas não confunda ele com o nosso sal grosso brasileiro (que é mais grosso que o coarse salt). Por aqui, é possível encontar o sal grosso bem parecido com o sal grosso que usamos no Brasil pra churrasco , você encontra ele nos supermercados chineses, como o Ranch99, ou em lojas especializadas em produtos brasileiros.

Variações:

  • Pretzel salt – grãos maiores, nao dissolve rapidamente.
  • Sal temperado – sal com sabores, adicione as ervas, especiarias, trufas secas, ou defumado.
    Himalayan salt – é o sal rosa, mas também pode ser encontrado refinado. Contém  84 minerais naturais que são encontrados no corpo humano.

3- Sea Salt

Feito a partir da evaporação da água do oceano ou mar, menos refinado do que os outros sais. Porém o custo de processamento é mais caro, logo o preço final é mais caro.

Os tipos mais comuns são:

  • Black Salt, Kala Namak, Sanchal – muito usado na culinária indiana
  • Grey salt, Celtic salt, Sel Gris – um dos mais caros sais encontrados no mercado
  • Flake salt – como o nome já diz, tem formato de flocos de neve,
  • Smoked Sea Salt – o sal defumado em cima de pedaços de madeira para adicionar o sabor defumado.
  • Fleur de Sel, Flower of Salt, Flor de Sal  – ainda mais caro e raro do que o sal fleur de sel, produzidos na França.

Outros tipos (sais substitutos)

Sal light:  não costumam ter muito sabor. Utiliza cloreto de potássio para reduzir o nível de sódio no sal.

Sal Azedo (sour salt) : sour salt não é sal de verdade, e sim ácido cítrico. Usado para evitar o escurecimento de conservas de frutas. Ele também pode ser adicionado a massa de pão para torná-los mais azedos (como no sourdough bread)

Mas qual sal é o mais saudável?

Pra finalizar..

“O maior benefício na hora de escolher qual o tipo mais “natural” de sal é pra que evitar os aditivos e o super processamento, que o sal comum passa. No final… sal é sal, e o maior propósito dele é adicionar sabor, e nao nutrição” fonte.

A escolha é sempre sua!

Esses aqui são os sais que eu uso na minha casa:

tipos-de-sais

 

Leave a Reply